Método 3a Médico: Marketing Médico em Florianópolis

logo horizontal metodo 3a medico marketing médico
A importância da persona no marketing médico.

Persona: o que é e como pode ampliar os seus resultados?

Já ouviu falar sobre persona? Essa ferramenta talvez esteja entre as mais importantes para quem trabalha com criação de conteúdo digital.

E, indo além dos seus vídeos e postagens, a persona é a base de toda a sua comunicação, sabia?

Com uma persona bem definida, você consegue não só gerar o tão sonhado engajamento, como também pode tornar a sua imagem muito mais forte diante da comunidade médica que atua no escopo do digital.

Quer saber mais sobre isso? Então, veja só o guia que o Método 3a preparou para você!

O que é persona?

O que é o conceito de persona?

“Persona” refere-se a uma representação semifictícia e detalhada do cliente ideal de um negócio. 

É uma ferramenta de marketing que auxilia na compreensão das necessidades, desejos, comportamentos e características demográficas do público-alvo. 

Uma persona é criada através de dados de clientes reais, pesquisas de mercado e insights, resultando em uma figura fictícia que personifica o cliente típico.

Ao desenvolver personas, as empresas podem personalizar suas estratégias de marketing, produtos e serviços para atender de maneira mais eficaz às expectativas e preferências específicas de grupos de clientes. 

Isso ajuda a criar mensagens mais direcionadas, escolher canais de comunicação apropriados e oferecer soluções que atendam às necessidades específicas de cada persona.

Quais são as principais diferenças entre persona e público-alvo?

Persona e público-alvo são conceitos relacionados, mas apresentam diferenças essenciais. 

A persona é uma representação detalhada e semifictícia do cliente ideal, incluindo informações específicas sobre comportamentos, características demográficas, motivações e desafios. 

É altamente detalhada, muitas vezes incluindo nome, idade, profissão, interesses pessoais e desafios específicos, permitindo uma abordagem mais personalizada em estratégias de marketing e comunicação.

Em contraste, o público-alvo representa um grupo mais amplo de consumidores com características demográficas e comportamentais semelhantes, mas não tão detalhadas quanto as personas. 

Concentra-se em características demográficas mais amplas, como idade, localização e renda, sendo mais comumente utilizado em campanhas de marketing em massa, sem a personalização detalhada das personas. 

Ambos os conceitos são valiosos, mas a persona proporciona uma compreensão mais rica e individualizada do cliente ideal, orientando a criação de conteúdo, desenvolvimento de produtos e estratégias de marketing.

Principais tipos de persona

Após essa definição bem aprofundada sobre o conceito de persona, você deve ter compreendido como ela se torna uma ferramenta para ter mais sucesso com o público.

Para que essas ações sejam ainda mais assertivas, conheça os principais tipos de persona que você pode utilizar a seu favor:

Buyer Persona

A Buyer Persona, ou Persona do Comprador, é uma representação fictícia e detalhada do cliente ideal de uma empresa. 

Essa representação é construída com base em dados reais do público-alvo, incorporando informações demográficas, comportamentais, metas, desafios e motivações. 

O objetivo principal é entender profundamente quem são os clientes, como tomam decisões e como a empresa pode atender melhor às suas necessidades.

– Quem é? Representa seu cliente ideal, aquele que tem maior probabilidade de comprar seus produtos ou serviços;

– O que importa? Suas necessidades, desafios, motivações, comportamentos de compra e jornada de cliente;

– Como o usa? Para direcionar campanhas de marketing, desenvolver produtos e serviços relevantes, criar conteúdo personalizado e melhorar a experiência do cliente.

Exemplo: Uma loja de roupas esportivas femininas pode ter uma buyer persona como “Diana, corredora de 35 anos que busca roupas funcionais e estilosas para seus treinos e corridas”.

Audience Persona

A Audience Persona, ou Persona de Audiência, é uma representação fictícia do público mais amplo ao qual uma mensagem ou conteúdo específico é direcionado. 

Enquanto a Buyer Persona foca no cliente comprador, a Audience Persona abrange um espectro mais amplo de pessoas que podem interagir com o conteúdo, incluindo consumidores, seguidores nas redes sociais, leitores de blogs, entre outros. 

Logo, a Audience Persona ajuda a criar conteúdo mais relevante e direcionado.

– Quem é? Representa um segmento específico de seu público-alvo, como leitores de blog, seguidores de mídia social ou participantes de eventos;

– O que importa? Seus interesses, valores, hábitos de consumo de mídia e expectativas de conteúdo;

– Como o usa? Para criar conteúdo direcionado que agrega valor, aumentar o engajamento e construir relacionamentos com seu público.

Exemplo: Um blog de viagens pode ter uma audience persona como “Marco, jovem profissional em busca de inspiração para viagens aventureiras e experiências culturais autênticas”.

Brand Persona

A Brand Persona, ou Persona da Marca, é a personificação da identidade e personalidade da marca. Ela define como a marca seria se fosse uma pessoa real, incorporando características como tom de voz, valores, estilo e até mesmo uma história fictícia. 

Essa persona orienta a comunicação da marca, tornando-a mais humana e fácil de se relacionar para o público-alvo. Ela cria uma conexão emocional e ajuda na construção de relacionamentos duradouros com os consumidores.

– Quem é? Representa a personalidade, voz e valores da sua marca;

– O que importa? Suas características humanas, como tom de voz, estilo de comunicação, personalidade e valores;

– Como o usa? Para garantir consistência na comunicação da marca em todos os canais, construir conexão emocional com o público e estabelecer um posicionamento de marca distinto.

Exemplo: Uma marca de calçados sustentáveis pode ter uma brand persona como “uma amiga consciente e aventureira que se preocupa com o planeta e gosta de explorar novos lugares”.

Quais são as principais vantagens de usar persona no marketing médico?

Utilizar personas no marketing médico oferece diversas vantagens que podem aprimorar a eficácia das estratégias de comunicação e relacionamento com os pacientes. Algumas das principais vantagens incluem:

Conhecimento aprofundado sobre o público e suas necessidades

As personas oferecem uma compreensão mais profunda do público-alvo no contexto da saúde, identificando suas preocupações, preferências e desafios específicos. Isso permite uma abordagem mais personalizada e eficaz nas estratégias de marketing.

Definição do marketing de conteúdo

Ao criar personas, os profissionais médicos podem adaptar seu marketing de conteúdo para abordar temas relevantes e fornecer informações valiosas. Isso não apenas fortalece a autoridade do profissional na área, mas também estabelece uma conexão mais significativa com os pacientes.

Definição dos canais de contato

Com personas claras, é possível identificar os canais de comunicação mais eficazes para atingir o público-alvo. Se os pacientes preferem plataformas online específicas ou canais tradicionais, as personas orientam a escolha dos canais de contato mais apropriados.

Criação de um marketing mais assertivo

As personas permitem uma segmentação precisa do público, o que resulta em estratégias de marketing mais direcionadas e assertivas. Isso evita desperdícios de recursos e maximiza o impacto das campanhas, concentrando-se nas necessidades específicas de cada segmento.

Melhora na experiência do paciente

Ao compreender as personas, os profissionais de saúde podem otimizar cada ponto de contato com o paciente, desde a marcação de consultas até o atendimento pós-consulta. Isso resulta em uma experiência mais personalizada, satisfatória e alinhada às expectativas individuais, fortalecendo a relação entre profissionais e pacientes.

Como definir as suas personas?

Ficou interessado em como definir as suas personas? Se você trabalha com marketing médico digital e quer melhorar sua experiência nesse ambiente, vale a pena aprender a usar essa ferramenta.

E nós vamos te ajudar! Veja só o que fazer para criar a sua persona ideal:

Colete dados de seus pacientes

Inicie coletando dados relevantes de seus pacientes, incluindo informações demográficas, históricos médicos, preferências de comunicação e feedbacks anteriores. Isso pode ser feito por meio de formulários, pesquisas ou interações diretas durante consultas.

Analise as principais informações

Ao reunir os dados, identifique padrões e tendências significativas. Destaque as informações mais relevantes para entender as necessidades, desafios e expectativas comuns de seus pacientes. Isso ajudará na criação de personas mais precisas e úteis.

Analise a concorrência

Estude a concorrência para identificar como eles segmentam e atendem o público. Analise suas estratégias de marketing e observe as personas que estão direcionando. Isso pode fornecer insights valiosos sobre lacunas no mercado ou áreas onde você pode diferenciar sua abordagem.

Estruture a sua persona e implemente

Com base nas informações coletadas e análises realizadas, estruture suas personas de maneira clara e detalhada. Cada persona deve incluir aspectos demográficos, características comportamentais, desafios específicos e objetivos de saúde. Implemente essas personas em suas estratégias de marketing, adaptando suas mensagens e canais de acordo com as necessidades de cada grupo.

Ao seguir esses passos, você estará equipado para criar personas mais precisas e alinhadas com a realidade de seus pacientes, garantindo estratégias de marketing mais eficazes e personalizadas.

Torne o seu marketing mais assertivo com o Método 3a!

Desperte o potencial do seu marketing médico com o Método 3a! Da coleta de dados à estruturação da sua persona, este método revolucionário oferece o caminho para conexões mais profundas e resultados excepcionais. 

Acesse nosso site e conheça mais sobre o trabalho do Método 3a. Explore agora e transforme sua abordagem de marketing médico!

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Importância do SEO local.
Previous Story

SEO local: entenda por que a sua clínica precisa ter

Como usar mapa de empatia no marketing médico?
Next Story

Mapa de empatia: o que é e como criar um em 6 passos!

Latest from Posts do Blog

Go toTop