Método 3a Médico: Marketing Médico em Florianópolis

logo horizontal metodo 3a medico marketing médico
O que não postar sendo médico

O que não postar nas redes sociais médicas

Você sabia que o sucesso do seu consultório nas redes sociais depende tanto do que você publica quanto do que você evita postar?

Pensando nisso, nós do Método 3a preparamos um guia completo e descomplicado sobre como se posicionar nas redes sociais e o que não postar. Descubra quais práticas devem ser evitadas a todo custo nas redes sociais médicas e saiba como cultivar uma presença digital profissional e respeitosa para sua prática!

Vamos lá?

Regras médicas nas redes sociais: Resolução CFM nº 2.336/2023

A Resolução CFM nº 2.336/2023, emitida pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), desempenha um papel crucial na garantia da qualidade e da ética na prática médica no Brasil. 

Afinal, é esta legislação que estabelece diretrizes e regras que orientam o comportamento dos profissionais de saúde, assegurando padrões elevados de atendimento aos pacientes. Isto é, ela regula questões como a relação médico-paciente, a prescrição de medicamentos, a realização de procedimentos e a conduta ética.

Essas normas têm a finalidade de proteger a saúde e o bem-estar dos pacientes, promovendo a confiança na profissão médica. 

Além disso, a Resolução CFM nº 2.336/2023 auxilia na prevenção de práticas inadequadas e na responsabilização dos médicos que não cumprem com os padrões éticos e profissionais estabelecidos quando no âmbito do marketing digital. 

Ou seja, resumidamente, essa legislação é essencial para a integridade e a excelência da medicina no país, contribuindo para um sistema de saúde mais seguro e confiável. Se quiser ficar por dentro do que pode e do que não pode com a nova resolução, acesso nosso texto sobre “publicidade médica” e entenda as novidades.

Mas, afinal, como você, médico, pode tornar as suas redes sociais mais seguras e adequadas?

5 passos para transformar a atuação médica nas redes sociais

As redes sociais oferecem uma plataforma poderosa para educar e inspirar, mas também trazem riscos. Portanto, o cuidado com o que é compartilhado, seja opinativo ou dados pessoais, é essencial em todas as profissões, e no meio médico isso não poderia ser diferente.

A atenção dos médicos nas redes sociais é vital. Afinal, as suas postagens têm um impacto profundo na confiança pública na medicina, ou seja, é fundamental manter a precisão das informações, ser empático e respeitoso na comunicação, preservar a privacidade dos pacientes e ser transparente quanto às credenciais e motivações.

Ao seguir essas diretrizes, os médicos podem utilizar as redes sociais de forma responsável, contribuindo para uma comunicação saudável e benéfica para todos. 

Saiba mais sobre o que evitar e como proteger os seus pacientes e o seu consultório com os cinco passos abaixo!

Privacidade do paciente

Ao utilizar as redes sociais para se conectar com os pacientes, é fundamental preservar a privacidade e confidencialidade das informações médicas. Por isso, evite compartilhar qualquer detalhe pessoal ou sensível de um paciente sem o consentimento explícito do mesmo.

Isso inclui imagens, vídeos ou quaisquer informações que possam identificar um paciente específico sem a devida autorização. 

Respeitar a privacidade do paciente é essencial para construir confiança e respeito na comunidade médica e para garantir o cumprimento dos regulamentos e diretrizes de ética médica.

Além disso, os médicos também são obrigados a seguirem a LGPD, a lei que protege os dados pessoais das pessoas.

Conteúdo sensacionalista ou enganoso

Embora seja tentador recorrer a táticas de marketing sensacionalistas para chamar a atenção, é crucial evitar o compartilhamento de informações enganosas, exageradas ou não verificadas. 

Publicar conteúdo médico impreciso ou sensacionalista pode levar a uma percepção distorcida da prática médica e minar a confiança do público. Por isso, priorize a divulgação de informações precisas, baseadas em evidências e aprovadas por fontes confiáveis ​​e respeitáveis.

Promover uma comunicação responsável e transparente é fundamental para estabelecer a credibilidade e a autoridade do seu consultório ou clínica nas redes sociais.

O que não postar nas redes sociais médicas

Discursos políticos ou religiosos

Em um ambiente cada vez mais polarizado, é crucial manter a neutralidade política e religiosa ao postar nas redes sociais médicas. 

Por isso, evite expressar opiniões pessoais sobre questões políticas ou religiosas, pois isso pode alienar potenciais pacientes e prejudicar a reputação profissional. Concentre-se em promover informações relevantes sobre saúde, bem-estar e conscientização, mantendo o foco na missão e nos valores éticos da sua prática médica. 

Ao manter uma postura neutra e profissional, você demonstra respeito pela diversidade de opiniões e crenças, garantindo que sua presença nas redes sociais permaneça acessível e sempre acolhedora para todos os públicos.

Promoção de tratamentos não comprovados

Evite promover tratamentos médicos não comprovados ou não convencionais nas redes sociais médicas. É essencial basear as informações compartilhadas em evidências científicas sólidas e em diretrizes reconhecidas, garantindo que os pacientes recebam informações precisas e confiáveis sobre opções de tratamento. 

A promoção de terapias não verificadas pode não apenas representar riscos à saúde dos pacientes, mas também comprometer a credibilidade da sua prática médica. 

Por isso, priorize a segurança e o bem-estar dos pacientes, oferecendo orientações fundamentadas em pesquisas confiáveis e em práticas médicas estabelecidas!

Comentários inadequados ou desrespeitosos

Ao interagir com os seguidores nas redes sociais, mantenha um tom respeitoso, empático e profissional em todas as interações. Evite fazer comentários inadequados, desrespeitosos ou discriminatórios, seja em relação a pacientes, colegas de profissão ou a outros profissionais de saúde. 

Cultive uma comunicação aberta e construtiva, oferecendo suporte e orientações relevantes sempre que possível. 

Assim, ao adotar uma abordagem compassiva e inclusiva, você fortalece a reputação da sua clínica como um ambiente acolhedor e de confiança, promovendo uma cultura de respeito e colaboração no campo da saúde. Além disso, garante a fidelização do seu paciente.

Conte com o Método 3a para cuidar do seu posicionamento online

Ao seguir essas orientações e evitar o que não deve ser postado nas redes sociais médicas, você estará contribuindo para a construção de uma presença digital profissional, ética e responsável no Instagram, Google e demais redes sociais. 

Lembre-se sempre de que as redes sociais são uma extensão da sua prática médica e que cada postagem representa uma oportunidade valiosa para educar, engajar e fortalecer a relação com os pacientes.

Ou seja, ao priorizar a privacidade, a precisão, a neutralidade e o respeito, você estará promovendo uma presença online sólida e confiável, consolidando a reputação da sua clínica como um líder respeitado e confiável no campo da saúde!

Quer contar com um suporte especializado para alavancar as suas redes ao seu máximo potencial? Conte com o Método 3a! Entre em contato e entenda como podemos transformar sua presença digital!

Quer vender mais? Fale conosco!

Carregando

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Como fazer a gestão de clinicas
Previous Story

5 dicas de como fazer a gestão de clínicas médicas

Email Marketing
Next Story

E-mail Marketing: por que usar em sua clínica 

Latest from Marketing Médico

Go toTop